Buscar
  • JUSBRASIL.COM.BR

Concurso público x Rede social: cuidado com a fase de investigação social


Por Thaisa Figueiredo Lenzi

Quero chamar a atenção para uma situação extremamente importante para aqueles que estão se preparando para concursos públicos. Não adianta apenas estudar e dominar a parte teórica do conteúdo programático - é preciso ainda ter muito cuidado com o que você expõe de si nas redes sociais.

Digo isso, porque existem muitos concursos públicos que possuem a fase deinvestigação social, fase esta tão relevante quanto às demais, pois tem caráter eliminatório, ou seja, você pode ter passado em todas as fases anteriores, mas se a banca constatar alguma situação que desabone a sua pessoa, você pode ser eliminado do concurso público sem direito a contraditório e ampla defesa (em âmbito administrativo).

A investigação social analisa a conduta moral e social do candidato no decorrer de toda sua vida, visando aferir o padrão de comportamento diante das normas exigidas, em razão das peculiaridades do cargo que exigem a retidão, lisura e probidade do agente público.

Os tribunais entendem pela possibilidade de exclusão dos candidatos na fase de investigação social em razão da má conduta falta de idoneidade dos aspirantes ao cargo público, vejamos algumas decisões:

“CONSTITUCIONAL E ADMINISTRATIVO CONCURSO PÚBLICO INVESTIGAÇÃO SOCIAL INEXATIDÃO E OMISSÃO DE INFORMAÇÕES INAPTIDÃO JUÍZO DISCRICIONÁRIO DA ADMINISTRAÇÃO. Candidata considerada inapta em concurso público. Investigação social que revelou fatos desabonadores relacionados à avaliação da conduta e idoneidade da impetrante, tanto no ambiente social quanto profissional, sendo constatada omissão de dados e informações relevantes quando do preenchimento do Formulário de Investigação Social. Previsão legal e editalícia de exclusão do candidato que apresentar informações inexatas. Matéria que se insere no âmbito do juízo discricionário da Administração. Segurança denegada. Sentença mantida. Recurso desprovido.” (TJ-SP - APL: 10289289120148260053 SP 1028928-91.2014.8.26.0053, Relator: Décio Notarangeli, Data de Julgamento: 15/04/2015, 9ª Câmara de Direito Público, Data de Publicação: 16/04/2015)

“Concurso público para ingresso na Polícia Militar do Estado de São Paulo (Soldado PM 2ª Classe) Pretensão de decretação de nulidade do ato de reprovação de candidato em fase de investigação social, com a consequente reinserção deste no certame Juízo discricionário da Administração, conforme previsão editalícia e legal. Recurso improvido” (Apelação nº 0029433-36.2013.8.26.0053, 9ª Câmara de Direito Público, Rel. Carlos Eduardo Pachi, j. 03/09/14)”.

“Mandado de Segurança - Concurso público - Candidato ao cargo de agente de segurança penitenciária - Inaptidão na fase de comprovação de idoneidade e conduta ilibada na vida pública e privada - Omissão de informação relevante quando questionado - Candidato que sofreu indiciamento Hipótese de omissão que acarreta desclassificação do certame prevista no edital - Legalidade da desclassificação - Recurso desprovido” (Apelação nº 0028619-29.2010.8.26.0053, 11ª Câmara de Direito Público, Rel. Des. Oscild de Lima Junior).

Vale lembrar que o mundo virtual tem consequências no mundo real, e estas consequências podem ser muito prejudiciais para aqueles que querem ter um cargo público efetivo.

Não acredite que você pode fazer tudo na internet. Ao mesmo tempo em que você tem acesso a um mundo de informações, esse mesmo mundo tem acesso a tudo sobre você.

Selecionei algumas dicas de conduta básica que reputo importantes a todas as pessoas, em especial aos que estudam para concursos públicos:

1- Evite fazer fotos íntimas, isso é muito importante, pois você nunca sabe se aquele (a) namorado (a), marido, esposa será seu ex namorado (a), marido, esposa. Nunca se sabe o dia de amanhã, então, evite esse tipo de exposição.

2- Evite comentários maldosos e atitudes desrespeitosas. Seja com quem for e sobre o que for, seja educado, evite xingamentos desnecessários e maldade deliberada. Você pode até esquecer o que escreveu, mas uma vez postado, não há como voltar atrás.

3- Cuidado com a ortografia. Escreva bem, use as palavras de forma correta, se tiver alguma dúvida, consulte o Google.

4- Seja um ativista virtual de conteúdos relevantes e importantes para sua área de atuação. Escreva sobre assuntos interessantes que acrescentem algo de positivo sobre você.

5- Use as redes sociais de maneira construtiva. Seja focado e busque as informações que realmente agregam valor. Sabemos que é muito fácil se perder na rede com conteúdos absolutamente triviais e sem relevância alguma.

São pequenos cuidados que podem fazer uma grande diferença no momento em que você for avaliado pela banca examinadora, pois a fase de investigação social é o momento em que o candidato é realmente conhecido, avaliado e julgado apto, ou não, à nomeação e posse em um cargo público.

#DireitoAdministrativo

8 visualizações
  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn

Possiede Araujo Advocacia 
contato@possiedearaujo.com.br

(67) 3222.8097 / 9 8111.4466 
Rua Antônio Maria Coelho, 4531, CEP: 79021-170, Campo Grande - MS