Buscar
  • MIGALHAS.COM.BR

Meu principal cliente ingressou com pedido de recuperação judicial, e agora?


Nos últimos anos de crise financeira que assola o Brasil (e que, pelo visto dos atuais acontecimentos políticos, deve perdurar por mais algum tempo) inúmeras empresas vêm se deparando (e nos procurando) exatamente com essa pergunta: "Meu principal cliente ingressou com pedido de recuperação judicial, e agora?"

Ao longo de minha experiência, tenho observado muitas empresas "quebrarem" junto com seus clientes justamente porque não tinham um bom assessoramento.

De fato, um dos primeiros passos do gerente, diretor ou sócio de uma empresa para deixar de ser tragado pelo pedido de recuperação judicial de seu cliente deve ser a contratação de um advogado especialista em recuperações judiciais e falências.

Em função das peculiaridades que um processo de recuperação judicial possui, a contratação desse profissional especialista permite dar um passo à frente dos demais concorrentes.

Mas muitos devem estar se perguntando, por que?

Sem querer ser exaustivo, apresento, abaixo, algumas razões para a contratação (pelo credor) de um advogado especialista na área de recuperações judiciais e falências.

Em primeiro lugar, um advogado especialista nessa matéria consegue dimensionar se é possível o recebimento do crédito da empresa de forma mais célere. Isso porque, muitas vezes o crédito é arrolado equivocadamente como concursal (sujeito à recuperação judicial). Nesses casos, é possível requerer a exclusão do crédito dos efeitos da recuperação judicial em razão da extraconcursalidade e perquirir o recebimento dos valores devidos de forma mais rápida e eficaz.

Não sendo o caso de exclusão do crédito, é preciso pontuar que os credores somente poderão receber aquilo que lhes é devido por meio da recuperação judicial. Como a empresa em crise somente pode pagar os credores arrolados pelo Administrador Judicial e apenas nos termos de um plano de recuperação judicial devidamente aprovado e homologado em juízo, a contratação de um advogado especialista permite diferenciar quem vai receber seus créditos de quem não receberá nada.

Além dessas funções essenciais, um advogado especialista em recuperações judiciais e falências consegue analisar com profundidade e experiência as inúmeras previsões contempladas no plano de recuperação judicial. Infelizmente, tem-se visto inúmeras ilegalidades nos planos de reestruturação apresentados pelas empresas devedoras, como, por exemplo, deságios nos créditos da ordem de 70% (setenta por cento). Graças à expertise na área, esse advogado consegue assegurar a defesa dos interesses do credor que o contratou.

Mesmo após a aprovação e homologação do plano de recuperação judicial, é indispensável a manutenção do advogado especialista na matéria. A partir desse momento, se inicia a fase executória do plano de recuperação judicial e, em caso de (novo) inadimplemento, esse profissional conhece as ferramentas jurídicas necessárias para exigir o cumprimento de suas disposições.

Em resumo, o que se tem constatado na prática é que inúmeras empresas credoras vêm entrando em sérias dificuldades financeiras porque não contratam o profissional adequado às suas necessidades.

Assim, voltando à pergunta "Meu principal cliente ingressou com pedido de recuperação judicial, e agora?", respondo com toda minha experiência: contrate com urgência um especialista na área de recuperações judiciais e falência.

____________________

*Thiago Vinícius Capella Giannattasio é advogado, especialista em Recuperações Judiciais e Falências e Sócio Sênior da banca Chiarottino e Nicoletti - Advogados.

#DireitoEmpresarial

1 visualização
  • Instagram
  • Facebook
  • LinkedIn

Possiede Araujo Advocacia 
contato@possiedearaujo.com.br

(67) 3222.8097 / 9 8111.4466 
Rua Antônio Maria Coelho, 4531, CEP: 79021-170, Campo Grande - MS